Empresa incubada otimiza gestão municipal com uso de GPS

 

Mecanismos de controle e fiscalização com baixo custo e eficiência de resultados demonstrada em número.

 

A empresa Sonnitech, instalada na Incubadora de Empresas de Lins, atua para eliminar improdutividade nas mais variadas atividades externas, desenvolvidas pelas administrações públicas. Isso inclui ferramentas de controle para a fiscalização de posturas, obras, descarte de resíduos sólidos, trânsito, iluminação e arborização.

 

Trata-se de um aplicativo para tablets, que reúne um banco de dados, operado pelo fiscal desses setores, interligado com o sistema público. Dessa forma, atividades como, por exemplo, caminhões de caçamba para entulho de construções e fiscalização de terrenos baldios são monitoradas em tempo real pelo gestor. “É um trabalho personalizado para atender à necessidade de cada prefeitura”, afirmam os sócios.

 

Fundada por três Sócios, João Eduardo Carnielo Pereira, Jean Cunha Nishioka e Anderson Roberto de Oliveira, a Sonnitech está incubada, em Lins, há cerca de um ano e meio e já apresenta elevadas demandas e capacidade de trabalho. O segredo para o sucesso do negócio é a tecnologia GPS, direcionada para as atividades das prefeituras e, também, da iniciativa privada. Atualmente, são atendidas as cidades de Lins, Agudos, Boituva, Sabino e Guaiçara.

 

Anderson Roberto de Oliveira, Jean Cunha Nishioka e João Eduardo Carnielo Pereira são os sócios-proprietários da Sonnitech

 

O trabalho de fiscalização por meio de GPS e de informações cadastradas no aplicativo pode ser direcionado para qualquer necessidade de fiscalização, como ambulantes irregulares, gestão de cemitério, terrenos baldios, etc. Todos os pontos são mapeados e detalhados, com fotos e acompanhamento em tempo real do deslocamento de veículos e fiscais. “Dessa forma eliminamos o uso de papel, com informações digitalizadas, atuando de forma sustentável”, afirmam os sócios.

 

A visão de negócios da Incubadora de Empresas de Lins foi um atributo importante para o crescimento da Sonnitech. “Nós temos todo tipo de apoio técnico, com palestras, workshop e apresentação de clientes. Sem a incubadora, nós não teríamos chegado nem à metade do nosso crescimento”, afirma João Eduardo Carnielo Pereira, sócio e diretor comercial. Segundo ele, novas tecnologias já estão em desenvolvimento. “A ideia é utilizar outras ferramentas, alinhadas ao GPS e ao aplicativo”, conclui.